terça-feira, 25 de novembro de 2014

APROXIME O ZOOM E DESCUBRA UM LUGAR INCRÍVEL!

Aproxime o zoom no ponto do Google Maps e descubra um lugar incrível no meio do Deserto do Saara!


O ponto é na verdade o Guelta d'Archei, um oásis no Chade. Os oásis são típicos dos desertos e se formam quando subterrânea atinge a superfície nas depressões dos relevos. Isso forma reservatórios permanentes de água doce que atrai animais e pessoas.

Nesse Oásis a água é escura devido o excremento dos camelos.






DOBRAMENTOS DO RELEVO


AVANÇO E RECUO DA VEGETAÇÃO DURANTE O ANO

     Vídeo interessante mostrando o avanço e recuo da vegetação durante o ano.
     Percebam que durante os meses de verão no hemisfério sul a vegetação é mais densa que a do norte e vice-versa. 


A GEOMEDICINA QUER SABER ONDE VOCÊ MORA

Whether you live in the city or the countryside can affect your health and susceptibility for disease.
Viver na cidade ou no campo pode afetar sua saúde e susceptibilidade para doenças


    Em 1854, um médico Inglês chamado John Snow identificou um surto de cólera em Londres em virtude de uma única bomba d'Água  contaminada. Este pioneiro da epidemiologia moderna, fez uso de informações sobre onde as pessoas doentes viviam e deduziu que estavam bebendo água contaminada a partir dessa fonte.

   Usar pistas sobre a localização dos povos é uma ferramenta importante na saúde pública, com isso os cuidados com os pacientes podem ser muito mais pessoais e específicos. 

     "A medicina personalizada tem sido tão importante quanto a genômica," diz o Dr. Rishi Manchanda. Em seu discurso ele complementa que " Nós não somos apenas criaturas de nossos genes,  somos criaturas de nosso meio ambiente."

    Parece óbvio, mas muitos profissionais de saúde não perguntam aos seus pacientes onde vivem, como parte de sua investigação diagnóstica. 

   Alguns pesquisadores e profissionais da saúde estão chamando o uso de mapeamento na área da saúde de "Geomedicina" em parte devido a Bill Davenhall, considerado o pai deste segmento. Os dados clínicos são responsáveis por apenas 10% dos fatores que determinam a saúde de uma pessoa, diz Davenhall.

    A ideia do lugar influenciando a saúde é tão antiga quanto Hipócrates, diz a Dra. Estella Geraghty, diretora médica da Esri,  empresa de sistema de informações geográficas. Diz ela, que tem sido uma grande mudança os médicos perguntarem onde os pacientes vivem. "As pessoas estão começando a pensar, 'Oh, eu não tinha pensado sobre como poderíamos usar essa informação", completa. 

    Trabalhando em uma pequena clínica em South Central Los Angeles, Manchanda e pesquisadores geocodificaram 54.000 registros de pacientes com base em seus endereços residenciais. Os pesquisadores sobrepuseram mapas de pessoas com asma ou diabetes em mapas de dados públicos de habitação, tais como violações do código de habitação.

     Os mapas mostraram os principais pontos onde a duas enfermidades ocorreram. A asma foi mais prevalente em casas em que eram infestadas por mofo, enquanto o diabetes apareceu em bairros que seus moradores tiveram dificuldades de acesso a alimentos saudáveis e feiras de alimentos orgânicos. 

     Manchada diz que os dados podem ajudar os profissionais de saúde em clínicas locais a tomar melhores medidas preventivas para os pacientes.

       Por exemplo, o médico pode dizer a um paciente para ficar com familiares ao deixar o hospital após um ataque cardíaco, em vez de ir para casa perto de uma auto-estrada, onde a poluição e o barulho podem ser prejudiciais à sua reabilitação.

   O último exemplo vem de Ted Smith, que busca novas iniciativas tecnológicas para o Governo de Louisville. Ele está trabalhando com um grupo chamado Propulsor de Saúde para coletar dados sobre os pacientes asmáticos da cidade, incluindo quando e onde eles usam seus dispositivos inalatórios. As reinternações, diz ele, poderiam ser reduzidas apenas verificando em que lugar o paciente vive, mas como em medicina preventiva, é difícil dimensionar o valor que clínicas e hospitais podem economizar usando tecnologia de mapeamento, este campo ainda não tem atraído muita atenção.

STREAM TABLE EM PROL DA GEOMORFOLOGIA

    "StreamTable" é uma mesa projetada para simular a erosão do solo causada pela água.  

    Ela é utilizada por cientistas para estudarem determinadas áreas suscetíveis  a erosão e também é um ótimo equipamento para aulas de geomorfologia.

video

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

MONUMENTO PARA A LEALDADE E BRAVURA DOS SUÍÇOS

    O monumento do leão em Lucerna na Suíça é uma homenagem aos mercenários suíços que, servindo ao rei francês Luís XVI, perderam suas vidas durante a Revolução Francesa, no Palácio das Tulherias, em Paris. 

   Muitos foram mortos durante a invasão das Tulherias no dia 10 de agosto de 1792, enquanto outros foram guilhotinados dias depois.

    A inscrição acima do Leão "Helvetiorum fedei ac Virtuti" significa
"Para a lealdade e bravura dos suíços "

    Escavado na face de um penhasco de calcário, o monumento mede cerca de 10 metros de comprimento e e seis metros de altura. 

    Capitão Carl von Pfyffer Altishofen encomendou o Monumento do Leão, que, por sua vez, foi projetado pelo escultor dinamarquês Bertel classicista Thorvaldsenwhilst em Roma, em 1819. O Alemão Lucas Ahorn esculpiu o leão.





CURVÍMETRO : É MAIS OU MENOS ASSIM QUE EU ME SINTO

O ENDEREÇO DO GEÓGRAFO


UNISPHERE: NOSSA FOTO DE CAPA

A foto de capa da nossa página no Facebook, que é utilizada também no Blog, é da Unisphere, uma escultura feita de aço inox que representa o globo terrestre. Ela foi construída em Flushing Meadow Park, no bairro do Queens, em Nova Iorque para a Expo 64. Com altura equivalente a um prédio de 12 andares, foi concebida para celebrar o início da era espacial.



Os três aros que circulam o globo representam as órbitas executadas por Yuri Gagarin, o primeiro homem no espaço, John Glenn, o primeiro norte-americano a ir para o espaço e a órbita inicial executada pelo Telstar, o primeiro satélite de telecomunicações a ser lançado.

domingo, 23 de novembro de 2014

INTERVENÇÃO URBANA - ARTE DE RUA



  " A imagem é bem impactante!

  Mas mostra a dura realidade que presenciamos da brutal e constante mudança do nosso espaço, onde mesmo se falando que o verde e a sustentabilidade deve estar cada vez mais presente.

  Mas na verdade o homem só arruma meios diferentes de passar por cima do meio ambiente impondo a sua "natureza".

 O grafite foi feito na parede do prédio Dce-uff, bem na entrada ao lado do campus do valonguinho no Rio de Janeiro capital"

Imagem e comentário Yuri Silva
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...