quinta-feira, 20 de agosto de 2015

DIFERENÇAS ENTRE: PLUVIAL , FLUVIAL E NIVAL

Pluvial

      Pluvial é a água provinda das chuvas, que é coletada pelos sistemas urbanos de saneamento básico nas chamadas galerias de águas pluviais ou esgotos pluviais e que pode ter tubulações próprias (sendo chamado, neste caso, de sistema separador absoluto, sendo posteriormente lançadas nos cursos d'água, lagos, lagoas, baías ou no mar).
    As águas pluviais podem ainda juntar-se ao esgoto doméstico na tubulação destinada a este. Neste caso tem-se o chamado sistema besta.



Fluvial

     Fluvial é um adjetivo que se refere às águas de qualquer rio. É comum o emprego do termo bacias fluviais em alusão às bacias hidrográficas, transporte fluvial em alusão a transportes realizados em rios e manancial fluvial em alusão ao manancial de rios de uma região. Transporte fluvial é quando você navega em um rio. O transporte fluvial era o mais importante meio de transporte durante a época dos descobrimentos (para países como Portugal e Espanha), pois era através dos rios que se transportavam (do modo mais rápido) as cargas para as cidades do interior (que se encontravam ao lado de rios).
Nival

    Primeiro temos de falar do regime fluvial que corresponde ao volume de chuva dos rios durante o ano, se o aumento do volume das enchentes e vazantes foi provocado por chuva da chuva caracteriza-se portanto por regime fluvial. Caso a enchente e vazante sejam decorrentes do degelo em montanhas é denominado de regime níval, mas unicamente nesse caso. Às vezes podem ocorrer os dois casos em um mesmo rio (ex. rio Amazonas). 

PAREDÃO DE GELO COM 20 METROS DE ALTURA

     Se você gosta de neve e não se sente claustrofóbico quando cercado por muros altos, a Tateyama Kurobe Alpine Route é o lugar para você. O percurso através dos Alpes japoneses do Norte leva os turistas através de uma variedade de incríveis paisagens alpinas, entre eles um corredor parede de neve com 20 metros de profundidade. 


     O percurso total é de cerca de 90 quilômetros , enquanto o espetacular corredor de neve com 20 metros de altura estende-se até 500 metros. O Tateyama Kurobe Alpine Route é acessível por muitos tipos diferentes de transporte: ônibus locais e das terras altas, teleféricos, trens, bondes , um teleférico e até um navio de cruzeiro. Embora as paredes de neve famosos estão abertos para os turistas no período de abril a junho, todo o percurso está aberto ao público até o final de novembro. O resto do percurso também atrai as pessoas com outros pontos turísticos naturais, como as cores brilhantes e naturais de seu verão e outono. 


    No início da temporada turística na primavera, escavadeiras raspam a neve para baixo até chegar à estrada novamente. 





Fonte: alpen-route.com

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

PÉROLA GEOGRÁFICA DO PROTESTO

Na Paulista, homem com camisa do Pará foi expulso de protesto sob gritos de “Fora Cubano comunista”!




     Neste domingo, um manifestante que veio do Pará para participar dos protestos que ocorreram na Avenida Paulista, importante centro comercial de São Paulo, teve que voltar mais cedo para casa.
      Ele nos relatou que passou por uma situação inusitada e um tanto quanto desagradável. A horda de manifestantes que já se concentravam em baixo do MASP, o expulsaram sob gritos de “fora cubano comunista”. Ele nos disse que ainda tentou explicar, que usava uma blusa com a bandeira do seu estado de origem (Pará).
     Não adiantou muito, os manifestantes paulistas não deram trégua até ele sair do local escoltado pela PM.
    O manifestante paraense saiu muito frustado, dizendo que iria avaliar se participaria das novas manifestações.
Fonte: O Conserva

FALTA GEOGRAFIA


terça-feira, 18 de agosto de 2015

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...